Descobri que estou grávida, e agora?



teste de gravidez positivo

Você desconfiou que está grávida e já se submeteu aos exames para ter certeza? Parabéns! É hora de começar a pensar nos próximos meses.

A gravidez é um momento de mudanças, que traz consigo medos e inseguranças, absolutamente normais nessa fase. Além da preocupação com a saúde, a gestação e a chegada de um bebê altera não somente a vida da mãe, mas do casal.

O primeiro passo após a descoberta da gestação é procurar o seu ginecologista obstetra para o acompanhamento pré-natal. Segundo o Ministério da Saúde, a gestante deve fazer uma bateria de exames a cada trimestre. No primeiro trimestre (abaixo de 13 semanas), seu médico irá pedir exames detalhados, a fim de prevenir ou detectar um problema mais sério com a mãe e o bebê. No segundo trimestre (14 a 27 semanas), o médico repete alguns exames para verificar o surgimento de alguma doença, além de analisar o risco de desenvolvimento de diabetes gestacional. No terceiro trimestre (acima de 28 semanas), é recomendada a coleta de material para detectar a presença do Streptococcus B no útero da mãe, que pode aumentar as chances de um parto prematuro. Nos intervalos entre os trimestres, o obstetra verifica o peso e a pressão arterial, circunferência abdominal da mãe e ausculta os batimentos cardíacos do bebê.

Um dos momentos mais esperados pelos pais é a ultrassonografia. Para uma gestante saudável, devem-se realizar pelo menos quatro exames de ultrassom durante a gravidez. Porém é apenas a partir da 14º semana que é possível identificar o sexo do bebê.

A futura mamãe também deve cuidar muito bem da alimentação. Isso porque alguns alimentos podem causar toxoplasmose ou infecção alimentar. É importante reduzir o uso de cafeína, pois o excesso dessa substância pode aumentar o risco do bebê nascer abaixo do peso.