Alimentação saudável previne obesidade infantil



Segundo estudiosos, a exposição precoce a alimentos com alta concentração de gordura e açúcar está diretamente relacionada à preferência alimentar das crianças, o que pode ocasionar a obesidade infantil. Nos últimos anos, este assunto se tornou pauta para diversas políticas públicas, fazendo parte dos esforços de profissionais da área de saúde.

Antes da introdução alimentar, as crianças já são expostas à uma grande quantidade de alimentos por meio do leite materno. Por isso a importância de uma alimentação saudável durante a gestação e a lactação. Após a fase do aleitamento materno, é importante que os pais ofereçam para os seus filhos uma dieta rica em vitaminas e nutrientes, acostumando-os desde pequenos a optarem por alimentos mais saudáveis e nutritivos.

Os nutrientes são substâncias necessárias para a energia, crescimento e funcionamento normal do corpo. Existem em média 40 tipos de nutrientes essenciais, que são: carboidratos, proteínas e gorduras (responsáveis pela energia e tecidos do corpo) e vitaminas e minerais (utilizadas para regular e controlar os processos do corpo).

Para auxiliar nesse processo de educação alimentar, preparamos algumas dicas:

- A criança deve fazer cinco ou seis refeições (café da manhã, lanche da manhã, almoço, lanche da tarde, jantar e ceia) em locais apropriados e horários pré-estabelecidos. Evite que as refeições sejam feitas em frente à TV ou ao computador.

- Os doces e guloseimas não devem ser proibidos, mas oferecidos de forma controlada. Não utilize esses alimentos como forma de recompensa.

- Ofereça frutas, verduras, legumes e grãos. Estimule o seu filho a comer saladas cruas. Uma boa dica é montar pratos bem coloridos e variados, para tornar a alimentação mais atrativa.

- Substitua os refrigerantes por sucos naturais e evite que a ingestão de líquidos junto às refeições ultrapasse os 250 ml/refeição.

- Caso a criança demonstre estar satisfeita, não insista para que ela coma mais.

- Diminuir gradativamente a quantidade de comida, caso a criança esteja acima do peso. Mas lembre-se: é importante o acompanhamento de um médico.

- Uma vez por semana os fast-foods estão liberados. Mas instrua o seu filho a escolher uma opção mais saudável: um suco ao invés de refrigerante, por exemplo.

Fique de olho no blog, pois nós da Munchkin queremos estar sempre presentes nos momentos que fazem a relação entre os pais e o bebê ser cada vez mais intensa. Para a Munchkin, detalhes fazem diferença.

Fontes: Guia do Bebê | Minha Vida | Revista Nutrir Mais

#obesidade #infância #alimentação #dicas

25 visualizações

© 2020 Munchkin - Sylink Baby Products. Importadora e distribuidora dos produtos Munchkin no Brasil. (11) 3559-8490