8 alimentos perigosos para as crianças


Na medida em que as crianças vão crescendo, é normal que os pais passem a oferecer alimentos que fazem parte das refeições dos adultos da família. Mas você sabia que existem alguns alimentos que oferecem riscos para crianças? Saiba quais e porque em nosso #blog.


Amendoim: se uma criança coloca vários amendoins na boca ou engole rápido demais, existe a chance de ela engasgar com um amendoim que não foi mastigado direito. Além disso, do ponto de vista nutricional, esse é um grão com muita gordura saturada, e por isso, é mais difícil de eliminar do corpo. Seu consumo em excesso pode causar hipertensão arterial. Também vale alertar para o risco de uma alergia alimentar. Quando quiser oferecer para o seu filho, faça-o de pouco a pouco.

Azeitonas e caroços: se você tem crianças em casa e a azeitona é frequente nas refeições de sua família, opte pelas sem caroço. Tal como o amendoim, existe uma chance muito grande de engasgamento. No caso de frutas com caroço, como a ameixa, sirva já cortada.

Balas: por serem docinhas e coloridas, as balas chamam a atenção das crianças. Mas é bom ficar de olho no consumo dessas guloseimas, pois por serem feitas de açúcar, podem provocar cáries.

Bolachas e salgadinhos: por serem alimentos industrializados ricos em gordura, açúcar e sal, esses alimentos podem trazer sérios malefícios para as crianças, como obesidade, hipertensão, colesterol ou triglicérides. O ideal é deixar esse tipo de alimento apenas para os finais de semana.

Mel: segundo a SBP (Sociedade Brasileira de Pediatria) e a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o mel não deve ser dado a crianças com menos de um ano. Para SBP, o ideal mesmo é oferecer o mel apenas após os dois anos de idade. Isso porque ele pode estar contaminado com uma substância que causa o botulismo, doença que ataca o sistema nervoso e compromete o funcionamento dos músculos.

Ovo mal cozido: garanta que os ovos estejam sempre bem cozidos e se fritos, com a gema durinha. Esse cuidado afasta o perigo da contaminação por salmonela, doença que pode causar dores de barriga, diarreia e febre. Como as crianças possuem o sistema imunológico ainda em formação, pode até gerar maiores complicações.

Peixes com espinhos: engasgar com espinhos é a grande preocupação. Se a criança já sabe se alimentar sozinha, oriente-a a comer o peixe aos poucos, mastigando bem e sem pressa. Mas caso contrário, retire todos os espinhos antes de servir.

Refrigerantes: além de problemas já conhecidos como a obesidade e cáries, os refrigerantes oferecem o risco de a criança desenvolver osteoporose quando mais velha.

Fique de olho no blog, pois nós da Munchkin queremos estar sempre presentes nos momentos que fazem a relação entre os pais e o bebê ser cada vez mais intensa. Para a Munchkin, detalhes fazem diferença.

Fontes: BabyCenter | Revista Crescer

#alimentação #riscos #engasgo #saúde

57 visualizações

© 2020 Munchkin - Sylink Baby Products. Importadora e distribuidora dos produtos Munchkin no Brasil.