Tudo sobre o método Montessori de ensino


Nos últimos anos, o método Montessori de ensino se popularizou em todo o mundo. Mas ainda existem diversas dúvidas e questionamentos acerca dessa metodologia de ensino. Vamos saber do que se trata? Recebe o nome de método Montessori o conjunto de teorias, práticas e materiais didáticos criados por Maria Montessori, educadora italiana. De acordo com ela, o ponto mais importante do método que é a educação se desenvolva com base na evolução da criança, não o contrário. São três itens básicos que caracterizam essa filosofia: - Educação para a paz: a escola montessoriana não se preocupa apenas em fornecer o conhecimento, mas com a maneira no qual esse conhecimento será utilizado no convívio em sociedade. - Educação é ciência: a pedagogia deve se basear em preceitos científicos capazes de respeitar o desenvolvimento infantil e suas fases evolutivas. - Educação cósmica: o respeito à relação entre natureza e sociedade humana, a fim de manter a harmonia. É relacionado à espiritualidade, porém sem conexões religiosas. Em resumo, o método montessoriano caracteriza-se pela autoeducação. Ou seja, a criança define seu próprio ritmo de aprendizagem através dos diversos materiais que vão se tornando cada vez mais complexos na medida em que ela vai se desenvolvendo. Um exemplo é o ensino das cores: o primeiro contato das crianças é com as cores primárias (azul, amarelo e vermelho). Após interagir o suficiente com essas cores, ela passa para um segundo material com mais cores e assim sucessivamente. É no passo a passo que o conhecimento vai se aprofundando. Outra maneira de alcançar a autoeducação é construir um ambiente que propicie a aprendizagem. Por isso, na sala de aula, tudo fica ao alcance dos pequenos. Existe o espaço da linguagem, da matemática e dos materiais sensoriais. Em cada um desses espaços, tudo fica organizado de acordo com o nível de dificuldade. Quanto mais alto (no máximo na altura da criança) e à esquerda, mais fácil é o material. Essa lógica acompanha a da escrita, que vai da esquerda para a direita, fazendo com que a criança entenda o espaço de forma intuitiva. O que está mais alto ou à altura dos olhos é o que ela enxerga primeiro. À medida em que progride, precisa se abaixar para pegar as lições mais complexas. No método montessoriano as crianças são divididas em grupos. Geralmente, as crianças ficam juntas de 1 a 3 anos, de 3 a 6, de 6 a 9, de 9 a 12 e assim por diante. Isso porque o desenvolvimento infantil não acontece de forma homogênea e as necessidades podem variar de acordo com esse processo. Assim, elas podem conviver com outras crianças, com até 3 anos de diferença, que podem estar sintonizadas com as mesmas necessidades dela. Também é interessante ressaltar que as escolas montessorianas adotam um currículo multidisciplinar, ou seja, por meio de uma só experiência é possível trabalhar diferentes disciplinas. Nesse método, como a criança escolhe com o que interagir, cabe ao professor o papel de observador, que percebe como a criança interage com cada material. Caso ela não avance, cabe a ele investigar o motivo pelo qual isso acontece. Antes de optar por uma escola que adota o método Montessori, a família deve avaliar se ele é coerente com os valores e objetivos passados dentro de casa. Uma criança de família mais rígida e pouco flexível provavelmente não vai se sair tão bem em uma escola montessoriana, porque todos os princípios do método devem funcionar em união e em todos âmbitos, para que a criança se desenvolva de forma completa e equilibrada. Fique de olho no blog, pois nós da Munchkin queremos estar sempre presentes nos momentos que fazem a relação entre os pais e o bebê ser cada vez mais intensa. Para a Munchkin, detalhes fazem diferença.

Fontes: Revista Crescer | EBC

#ensino #educação #aprendizagem #montessori

346 visualizações

© 2020 Munchkin - Sylink Baby Products. Importadora e distribuidora dos produtos Munchkin no Brasil.