Câncer infantojuvenil. Orientações para diagnóstico e tratamento



Nos últimos anos, o tratamento do câncer na infância e adolescência progrediu significativamente, chegando a uma taxa média de 80% de cura entre os casos identificados precocemente e tratados em centros especializados.


No entanto, esse grupo de doença exige atenção dos pais e responsáveis tanto para a prevenção quanto para o tratamento.


Atualmente, o câncer representa aproximadamente 8% das causas de morte de crianças e adolescentes por doença no Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer. Os tipos de câncer infantojuvenil mais frequentes são as leucemias e os que atingem o sistema nervoso