Guarda Compartilhada: Como lidar?



A guarda compartilhada é determinada por alguns juízes quando não há um prévio acordo entre os pais quanto à guarda da criança em caso de separação. Nesse caso, todas as decisões são tomadas em conjunto, ou seja, há uma participação mais próxima e ativa de cada um dos pais, com isso, o peso da responsabilidade é o mesmo para ambos. Mas como lidar com isso sem prejudicar o filho(a)?


A primeira regra para a boa convivência e que fará bem à criança é não falar mal do(a) ex. Independente dos seus sentimentos em relação à outra pessoa, não passe isso para o seu (sua) filho(a); guarde para você. Lembre-se de que a outra parte tem também a responsabilidade da criação, assim como você, e merece respeito.


Outro ponto importante é decidir o cronograma da criança e fazer um acordo coerente que não irá prejudicá-la. Se o local de residência será uma das casas dos pais (o mais recomendado) ou se o regime será de convivência compartilhada (alternando os dias que ficará na casa de cada um dos pais).


A comunicação tem um papel fundamental em toda essa relação, que no primeiro momento, parece um tanto complexa. Evite discussões e escolha um método de comunicação eficaz entre você e o outro responsável. Ouça e dê a atenção que o seu filho(a) merece, fazendo com que ele(a) sinta-se amado(a), independente da separação dos pais.


Fique sempre de olho no blog, pois nós da Munchkin queremos estar sempre presentes nos momentos que fazem a relação entre os pais e o bebê ser cada vez mais intensa. Para a Munchkin, detalhes fazem diferença.


Fonte: Pais e Filhos; Baby Center, JusBrasil.

0 visualização

© 2020 Munchkin - Sylink Baby Products. Importadora e distribuidora dos produtos Munchkin no Brasil. (11) 3559-8490