Vacinas que as gestantes devem tomar



Você sabia que durante a gestação (ou antes mesmo de engravidar) é importante que as mulheres coloquem a carteira de vacinas em dia? Um ato tão simples quanto este pode prevenir inúmeros problemas de saúde tanto na mãe quanto no bebê.

O Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde recomenda quatro vacinas para o período de gestação: Influenza, Tríplice Bacteriana, dT (caso a vacinação contra o tétano não esteja em dia) e Hepatite B.

- Influenza (gripe): além de proteger a mulher da gripe comum, protege também de internações por bronquite, pneumonia e queda da imunidade. A vacina contra a gripe pode ser prescrita em qualquer mês da gestação ou em até 45 dias após o nascimento do bebê.

- Tríplice Bacteriana (Difteria, Tétano e Coqueluche): a dTpa foi incorporada no calendário nacional de vacinação em 2014 e é fundamental para a redução da mortalidade dos recém-nascidos. Ao tomar a vacina, as mães passam proteção aos seus bebês até que eles consigam cumprir o calendário completo de vacinação. Caso a mulher já tenha seu esquema de vacinação contra o tétano completo (3 doses), será necessário apenas uma dose da dTpa entre a 27º e 36º semana de gestação. Caso não tenha ou não saiba se a vacinação contra o tétano está em dia, ela deve ser vacinada com 2 doses da dT e 1 dose da dTpa. O intervalo entre elas deve ser entre 30 e 60 dias.

- Hepatite B: a doença não apresenta sintomas bem definidos, mas a mulher que contrair a doença pode apresentar vômito, dores musculares e náuseas. É importante evitar que a mãe se infecte e não transmita a doença ao feto ou recém-nascido. Crianças com Hepatite B podem apresentar cirrose hepática e câncer hepático quando adultos. Caso a gestante não tenha o esquema de vacinação completo para Hepatite B ou nunca tomou nenhuma dose, ela deve ser vacinada durante a gestação durante o segundo ou terceiro trimestre. O esquema completo consiste em 3 doses. Se a gestante já tiver recebido 1 ou 2 doses, deverá completar as doses que faltam durante a gestação, não sendo necessário tomar novamente as doses recebidas.

Vale lembrar que a vacinação não é a única recomendação para prevenção durante a gravidez. Além do acompanhamento médico, é fundamental que a gestante cuide da alimentação e faça exercícios físicos para uma gestação tranquila e um bebê saudável.

Fique de olho no blog, pois nós da Munchkin queremos estar sempre presentes nos momentos que fazem a relação entre os pais e o bebê ser cada vez mais intensa. Para a Munchkin, detalhes fazem diferença.

Fontes: Ministério da Saúde | Federação Brasileira das Associações de Ginecologia e Obstetrícia

#vacina #prevenção #prénatal #saúde

14 visualizações

© 2020 Munchkin - Sylink Baby Products. Importadora e distribuidora dos produtos Munchkin no Brasil. (11) 3559-8490